terça-feira, 11 de agosto de 2009

É hora de assimilarmos o golpe

Ontem foi um dia no mínimo esquisito para a blogosfera brasileira. Idelber anunciou que O biscoito fino e a massa entrou em hibernação por tempo indeterminado, pois o blog tem tomado muito o seu tempo, o que poderia atrapalhar seus planos para sua atividade acadêmica nos próximos meses, quando ele pretende se dedicar ao seu trabalho e aos livros que está escrevendo. Nada mais justo.

No entanto, essa notícia é bastante triste pra nós leitores. Eu, que sou um leitor assíduo d'O biscoito desde 2006, sentirei muita falta. Como disse o Alexandre, Idelber é o primeiro intelectual brasileiro a entender a internet e usar todas as suas potencialidades. Durante quase cinco anos ele editou o, sem dúvida, melhor blog do Brasil. E de graça, independente. Que baita colher de chá para nós leitores, não é mesmo? O seu modo de blogar - democrático, sanguíneo, apaixonado, erudito sem ser pedante, dialético, sempre compartilhando o conhecimento e as informações - inspirou muitos dos atuais blogueiros brasileiros. E é engraçado, parece que muita gente teve uma experiência inicial n'O biscoito parecida com a minha. Eu também, quando visitei o blog pelas primeiras vezes, me senti intimidado. Pensava: "Pô, o cara é um intelectual, professor titular lá nos States, não vou eu me meter a dar pitaco aqui..." Aí, um dia teve um post sobre futebol e eu me senti mais à vontade para comentar, pois eu sou um aficionado por esporte. Depois desse dia, passei a comentar com frequência lá e fui me tornando cada vez mais abusado e comecei a palpitar sobre tudo que é assunto... E, não sei se vocês sabem, eu cheguei a ganhar um livro dele. Ele fez um desafio sobre futebol no blog e eu acertei. E, acreditem, sem olhar no google. Então, em dezembro do ano passado, numa butecada entre blogueiros de BH, ele me deu o livro prometido, o "White Noise", de Don Delillo.

Maurício Caleiro disse uma verdade incontestável: "...ao criar e manter, por cinco anos, um blog independente - visceral em suas posições, na crítica à mídia, na defesa lúcida dos pontos de vista da esquerda - e fazer dele uma referência política e cultural para milhares de pessoas, Idelber provou que uma nova mídia, não-corporativa, democrática, feita com parcos recursos mas com inteligência é possível". E eu pergunto: e agora? O que vai ser da blogosfera brasileira?

Os blogs como canal para manifestação das opiniões de seus autores e como instrumento para a democratização da informação continua na mesma, nada muda. A ferramenta está aí, gratuita, para quem quiser usá-la. Mas a interrupção da publicação de posts d'O biscoito deixa a blogosfera muito mais pobre, pois não se perdem "só o próprio blog e suas caixas de comentários, mas toda a rede que ajudou a construir". Ou melhor, se desarticulam essas redes, ou pelo menos algumas delas. É natural que os leitores de blogs e os blogueiros de esquerda se sintam um pouco órfãos, um pouco sem rumo. Após esse choque da notícia, é obvio que veio um momento de atordoamento, que é o que está rolando agora, depois terá que vir um período de acomodação e reorganização, quando novas redes que possibilitem o debate de qualidade deverão ser criadas, e acho que os clubes de leitura do Consenso, só no paredão sinalizam um bom caminho.

Bom, resta-nos desejar-lhe boa sorte e sucesso e torcer para que ele volte em breve.

PS: Ótimos posts sobre o mesmo assunto foram escritos pelo Hugo, pelo Maurício, pelo NPTO, pelo Alexandre Nodari e pelo João Villaverde.

6 comentários:

Maurício Caleiro disse...

Bruno,

É, de certa forma, reconfortante saber que o sentimento de desorientação e perda que se seguiu ao fechamento teporário d'O Biscoito é compartilhado por outros - o que só vem a confirmar a qualidade única do blog do Idelber.

Quanto à parte que me toca em seu texto, me sinto honrado pela citação.

Um abraço,
Maurício.

Bruno disse...

Pois é, Maurício. Essa notícia foi mesmo desalentadora. Agora é hora de assimilar o golpe, como eu disse no título de post, e tocar o barco adiante.

Ah, e a honra é toda minha de o ter como interlocutor.

Um abraço.

Ricardo Cabral disse...

Continuo entrando no blog do Idelber por força do hábito, como se num passe de mágica um novo post pudesse se materializar... É, já está fazendo muita falta.

Abs

João Villaverde disse...

Bom texto, Bruno. Especialmente a forma que vc encontrou para amarrar o testemunho pessoal com as diferentes opiniões da blogosfera.

O comentário do Maurício, aqui na caixa de comentários, é representativo: é reconfortante saber que o desalento é dividido com outros.

Um abraço meu caro.
P.S. Obrigado pelo link.

Bruno disse...

Ricardo,

O mesmo se passa comigo. Para quem entrava lá pelos menos uma vez por dia, perder esse hábito não vai ser fácil.

João,

Muito obrigado.

Desalento é o que todos estamos sentindo agora. Mas também vai ser interessante observar como a blogosfera vai se comportar daqui pra diante.

Um abraço a todos.

André Egg disse...

Eu nunca consegui acompanhar o ritmo de postagens do Biscoito, muito menos a caixa de comentários.

Vou aproveitar para fuçar nos arquivos - mesmo discordando de muito do que ele escreve, acho o Idelber indispensável.

Também acho que vou fazer com mais empenho uma coisa que me trouxe a este blog - visitar os blogs dos comentaristas do Biscoito. Acho que vou descobrir coisas bem interessantes.