domingo, 25 de janeiro de 2009

O levante dos malês

Há exatamente 174 anos centenas de negros- a maioria escravos-, vestindo abadás e barretes, investiram contra as espingardas das forças do Estado, empunhando porretes e espadas, e instalaram o caos nas ruas de Salvador. Era o levante dos malês, a mais fascinante revolta escrava ocorrida no Brasil.

Sob a batuta dos mestres Ahuna, Pacífico Licutan, Manoel Calafate, Dandará, Luís Sanin e outros, um grupo de africanos islamizados (a maioria dos revoltosos), os malês, que foram capturados na sua terra e escravizados no Brasil, planejaram o levante por anos. Reuniram-se, confabularam, juntaram dinheiro (para comprar as cartas de alforria dos mestres que ainda não eram libertos), adquiriram armas...Queriam, quem sabe, implantar o Califado da Bahia, além de matar todos os brancos e escravizar os mulatos.

A explosão da revolta estava marcada para o dia 25 de janeiro de 1835, pela manhã, dia de Nossa Senhora da Guia, dia em que a vigilância aos cativos provavelmente estaria mais relaxada. Mas o plano inicial teve que ser alterado, e isso pôs tudo a perder.

Na madrugada do dia 24 para o dia 25 de janeiro, um grupo de malês estava reunido na casa de Manoel Calafate, esperando o amanhecer do dia para começar o ataque. No entanto, por mais que tivessem tomado cuidado, boatos de que escravos estariam programando uma grande rebelião começaram a circular por Salvador. Agentes do Estado já começaram a ficar de orelha em pé. Aí, uma atitude passional serviu para alertar os policiais. A liberta Sabina, após trocar informações com outra liberta, a Guilhermina, resolveu ir à casa de Manoel Calafate, procurando seu companheiro, Victório Sule, com quem tinha brigado naquele dia pela manhã e que saíra de casa levando uma trouxa de roupas. Ela sabia que ele era um dos conspiradores. Ao chegar à casa do mestre e ouvir que Victório não estava lá, ela aprontou um escândalo, dizendo que ouvira a voz do companheiro e que a deixassem entrar, senão... Bom, diante disso, os policiais tiveram que agir. Quatro foram enviados para a casa de Calafate. Os malês que lá estavam reunidos, vendo que não poderiam mais esconder a conspiração, resolveram adiantá-la. Mataram os quatro policiais e sairam às ruas, desordenadamente, avançando sobre as fortificações e a cadeia - para libertar o mestre Licutan, que lá estava preso.

Por 3 horas o caos foi total nas ruas de Salvador. Mas eram porretes, facas e espadas contra espingardas e pistolas; além disso, os malês não puderam fazer o ataque como planejaram, pois outros grupos, reunidos em outras casas, esperavam o dia amanhecer para poder entrar em ação. Com isso, os malês, apesar de terem lutado bravamente, foram presas fáceis para os policiais. Muitos foram mortos, outros, presos. Os mestres que escaparam, sumiram e o islamismo foi perseguido ferozmente nos anos seguintes. O sonho do califado da Bahia foi definitivamente enterrado.

Essa é a história, bem resumida, do impressionante levante dos malês.

Fonte: REIS, João José. Revolução escrava no Brasil: a história do levante dos malês em 1835. Companhia das Letras.

2 comentários:

DANIEL PEARL disse...

O blog Dilma13: http://dilma13.blogspot.com/ é um blog independente, sem fins lucrativo, sem patrocinador, sem receber nenhum tipo de ajuda financeira seja do governo, de políticos, de partidos políticos, e mesmo de particulares. Foi idealizado pelo Daniel, e conta com a minha modesta colaboração. O blog Dilma13 desenvolve um trabalho para que fique registrado o bom trabalho feito pela ministra Dilma Rousseff, Chefe da Casa Civil, e responsável pelo PAC, Plano de Aceleração do Crescimento. Pretendemos com isso dar conhecimento aos leitores do blog, o bom desempenho do governo Lula e a competência da ministra Dilma em desenvolver com muita seriedade, responsabilidade, os programas de investimentos do governo Lula. A ministra Dilma está sendo cotada pelo presidente Lula para ser a sua candidata sucessão em 2010, pelo bom trabalho que ela vem desenvolvendo como chefe da Casa Civil. Dar continuidade aos projetos do governo que beneficiam o país, todo povo brasileiro, e principalmente os mais pobres antes excluídos da sociedade pelo governo anterior do PSDB, de FHC, é o desejo do presidente Lula, e de todas as pessoas responsáveis e conscientes que amam este imenso Brasil. Jussara Seixas - editora.

intelligence disse...

mayor486
mill3546
owl8642
own78524
poesy4862